/ Viagem

20maio 2015

Tudo sobre a viagem para Buenos Aires, Argentina

Postado por às 9:26 pm em Viagem

DSCN1719-900x549
Quem me acompanha no instagram viu que fui pra Buenos Aires com meu irmão no fim de abril do ano passado (hahaha pouco atrasada né?) a trabalho. Essa foi nossa primeira viagem internacional *emoção*, e acreditem se quiser, mas planejamos tudo em apenas 3 semanas, e graças a Deus, dicas de amigos e blogs, deu tudo certo, por isso vou compartilhar com vocês o que aprendemos, e um pouco de como foi por lá…

Passagens

IMG_0927-675x900

Pesquisamos bastante no Decolar e no Submarino Viagens, e achamos os preços mais bacanas com a Turkish Airlines, mas os valores variavam exorbitantemente durante o dia (de mais ou menos R$453,60, para R$1032 ida e volta *valores sem taxas). Foi quando um amigo nos indicou a agencia de viagem Celebra em Indaiatuba, conversando com as meninas (que são uns amores por sinal<3), fechamos para ir com a Gol por R$633 ida e volta por pessoa com as taxas, voo direto de Guarulhos para Ezeiza. De Campinas, na praça Lago do Pará, sai ônibus de hora em hora direto paro o Aeroporto de Guarulhos, pagamos mais ou menos R$25 por pessoa. Analisamos a hipótese de sair do Aeroporto Viracopos, em Campinas, mas além de ser mais caro, tem escalas e disseram que Viracopos cancelam os voos direto, e acabam remarcando para o voo sair de Guarulhos (alguém ai, sabe me dizer se essa informação procede?).

Hotel

location

Todos os blogs que li, as pessoas diziam que ficavam em hostel em San Telmo por ser mais barato, e todos os meus amigos que foram, me indicaram o mesmo. Já quem podia gastar um pouco mais, ficava no centro mesmo. Porém, por tudo que pesquisei, o lugar que eu mais queria conhecer era o bairro Palermo, então, se a gente encontrasse um hotel ou hostel barato em Palermo, nós arriscaríamos ir contra tudo o que nos indicaram.

Meu irmão descobriu o Pop Hotel, e fechamos com a agencia Celebra, que conseguiram um valor muito mais baixo que no próprio site do hotel, pagamos cerca de R$280 por 7 dias, por pessoa. Isso, era muito mais barato que qualquer hostel em San Telmo que conseguimos encontrar. O hotel fica localizado em Villa Crespo, que fica 5 quadras de Palermo, para nós, foi a melhor localização que poderíamos querer!

O único problema (que para nós nem foi um problema), é que o hotel é tão pequeno, que não tem cozinha, por isso eles não oferecem café da manha. Mas do lado direito do hotel tem um café super fofo, do lado esquerdo um mini mercado, e bem próximo tinha Havanna (ah, que chato, tivemos que tomar Havanna em quase todas as manhãs <3 haha).

Esse hotel saiu muito melhor que o planejado, muitas pessoas reclamam que os hotéis, e principalmente os hostels, são velhos, desconfortáveis e fendem a mofo, mas tivemos sorte, esse hotel é novinho, limpinho, com climatizador, com decoração Pop, ultra confortável e lindinho exatamente como nas fotos. Tem o Certificado de Excelência com 4,5 pontos na Tripadvisor. A localização é ótima, 4 quadras de distancia do metro, e as 3 ruas próximas, a Gurruchaga, a Armênia, e a Serrano, são ruas de outlets, cheias de lojas lindas, com decorações temáticas, praças bonitinhas e barzinhos. Tudo lindo e animado. Andamos bastante a cidade toda, e com toda certeza, os lugares mais lindos ficavam bem próximo ao hotel mesmo, tanto que até fizemos ensaios por ali (um deles você pode ver clicando aqui). Inclusive a Plaza Serrano é uma praça bem conhecida, cheia de bares, que tem desde criança, jovens, adultos até velhinhos, conversando, comendo, jogando e se divertindo muito até de madrugada. A cidade como um todo respira arte, mas isso é ainda mais intenso no bairro Palermo!

rooms

A única coisa que tenho a reclamar, é: Eles foram um pouco desonestos.

Eu pintei meu cabelo uma semana antes da viagem, e tinta vermelha é assim, vai saindo durante o banho das primeiras semanas, normal. Só que mesmo depois de 3 anos pintando, eu não tenho nenhuma toalha manchada de tinta, quando vou secar, é normal ela ficar suja de vermelho, mas é só lavar normalmente e ela sai da maquina limpinha. Mas isso foi um problema para o hotel, eles encontraram a toalha manchada um dia, trocaram-a e me enviaram uma carta, dizendo que eles iriam envia-la para a lavanderia, e caso ela retornasse manchada, eu teria que pagar 235 pesos argentinos, o que daria mais ou menos 65 reais (Toalha de ouro né?). Como eu achei que ela voltaria da lavanderia sem mancha, lavei meu cabelo de novo com a nova toalha, e manchei a bendita também. Novamente, eles trocaram a toalha, e me mandaram outra carta, dizendo a mesma coisa. No meio da correria eu nem pensei em comprar outra toalha, e acabei desistindo de manchar mais toalhas, e fiquei sem lavar meu cabelo de terça feira até sábado, sobrevivi a base de shampoo a seco.

Na sexta feira a tarde, o recepcionista nos informou que as toalhas infelizmente chegaram manchadas, e que ele sentia muito, mas nós teríamos que pagar. Sem discussão, pagamos, mas pedi que me entregassem as toalhas, supostamente manchadas, para que eu as trouxesse para casa. Voltamos para o quarto, arrumamos nossas coisas, descansamos e as 2:30h da manha saímos para ir embora. Ao passar na portaria, me entregaram uma sacola com as toalhas, eu até dei uma olhadinha delas, e vi que não existia mancha nenhuma, mas preferi nem discutir, e fomos embora.

Chegando em casa, analisamos as toalhas e era visível que eles haviam trocado as peças, as toalhas eram bem velhas e não existia nenhuma mancha vermelha. Em todos os lugares que pesquisamos sobre Buenos Aires, sempre vemos alertas sobre a desonestidade dos portenhos, e é uma pena ter presenciado isso. Uma cidade tão gostosa, pessoas tão lindas, tivemos uma recepção tão gostosa, não fomos assaltados por bandidos como geralmente acontece aqui no Brasil, fomos assaltados por prestadores de serviços, um serviço que na qual, exige muita confiança, deixar nossos pertences sob a responsabilidade de alguém, pra mim, não é pouca coisa. Isso é realmente muito triste, R$130 não é pouca coisa. Recomendo o hotel, porque foi bom, mas é meu dever alerta-los sobre o que aconteceu.

Dinheiro

Foto1485

Na argentina se usa Pesos Argentinos. Lá é bom levar o dinheiro em especie mesmo, parece uma loucura viajar com toda grana no bolso, mas é o que compensa. Na época, o valor do peso estava assim:

1 real = 3,6 pesos (essa era a cotação oficial, mas conseguíamos trocar em lojas por até 5,5 pesos)

1 dólar = 8 pesos (cotação oficial, mas encontrávamos lojas que cotavam até 15 pesos por 1 dólar)

Levamos dólar e real, por ser uma cidade turística, a maioria das lojas/restaurantes aceitam dólar, e pouquíssimos lugares que aceitavam real. Pagamos a maioria das coisas com dólar, e recebíamos o troco em pesos. Fomos apenas uma vez em um cambio, quase no fim da viagem, mas eu não lembro qual era, pra indicar pra vocês. Importante lembrar que não é aconselhável fazer o cambio com aqueles caras que ficam na rua gritando, eles podem dar notas falsas, e você não terá como voltar para reclamar. Procure no google, alguma casa que pareça ser confiável, pelo menos assim, se algo der errado, você consegue voltar lá, com a nota, e pedir que eles façam a troca.

Enfim, tirando o probleminha que tivemos com o hotel, e com a comida (assunto para outro post) todo o resto da viagem foi incrível, eu não tinha expectativa de gostar da cidade, fui pra trabalhar e curtir com meu irmão e amigos, como faria aqui em campinas. Mas cara, foi sensacionaaaal, preciso voltar! E escrevendo este post me bateu uma saudade tão grande que to quase largando tudo e voltando pra lá. Vou escrever outros posts, pra contar outras coisas legais sobre a cidade, e o que fizermos por la, espero que gostem.

Como sempre, nunca consigo fazer um post curto, mas este assunto, realmente não dava, tentei esclarecer tudo da melhor forma possível. Quem ainda tiver duvidas, pode deixar nos comentários, que se for necessário eu até faço outro post! Espero que tenham gostado, e eu estava morrrendo de saudade de escrever (:

30maio 2014

Look do Dia em Buenos Aires

Postado por às 4:28 pm em Look do Dia, Viagem

Demoro, mas chegou. Ta aqui, o primeiro post da viagem a Buenos Aires, quem me segue no Instagram acompanhou tudo de pertinho em tempo real, mas aos poucos vou postar tudo por aqui também!

Este look fotografamos na rua Gurruchaga, uma rua de Outlets ao lado do Hotel que ficamos hospedados, como vocês podem ver, tudo estava fechado, porque dia 1 de maio é feriado por lá também… Mas as ruas são lindas, e o tempo também ajudou, tava menos frio e o sol brilhou bastante. Só quero declarar que estou in love com essas folhas, esse outono que é realmente um outono <3 muito amor.

IMG_3122IMG_3118IMG_3168IMG_3065IMG_3063IMG_3014-horzIMG_3014-horzIMG_3078IMG_3005IMG_3134IMG_3011IMG_3034IMG_3104IMG_3216IMG_3188IMG_3028IMG_3014-horzIMG_3014-horzIMG_3089IMG_3127IMG_3014-horzIMG_3014-horz

Eai meninas, o que vocês acharam? Só de ver essas fotos me bate uma saudade, vocês não tem ideia de como meu irmão e eu amamos a cidade, moraria lá fácil!

PS: A cidade é cheia de cachorros lindos, e esse ai veio me cumprimentar durante as fotos, muito amor <3 Quem me conhece sabe que sou doente por cachorro, e durante os dias da viagem eu estava morrendo de saudade do Logan (meu micro poodle), por isso, quando eu via QUALQUER cachorro pela rua, eu ficava mais ou menos assim… kkkkkkkk

Camiseta muito velha roubada do irmão – Colete, Marisa – Calça, Blue Steel – Bolsa, Lojinha de Japones – Bota camurça, Ibiza – Batom, Rebel da Mac.