/ tinta

19maio 2013

Tintura: 7744 da Koleston

Postado por às 5:59 pm em Cabelo

Vocês vivem me perguntando que tinta uso, respondo dizendo que é a 7744 da Koleston, mas sempre tem gente que pergunta de novo, mas também, me pediram para falar um pouco sobre a tintura, e eu achei super legal a ideia.

Da primeira vez que usei ela, quase 2 anos atrás, eu descolori as pontas tipo mechas californianas e pintei o cabelo todo com esta tinta (post aqui), não me importava como ficaria na parte não descolorida, porque eu tinha certeza absoluta que não pegaria, eu só queria que as pontas ficassem vermelhas ou laranjas, e para minha surpresa, a tinta pegou super bem, tanto que continuo pintando até hoje com ela.

Não sinto que a tintura resseque meu cabelo, claro que ele ressecou e muito, mas só nas partes descoloridas, então não acho que a tinta estrague o cabelo, pelo contrário, as tintas da Koleston vêm com um sache de Tratamento Pré Coloração (step 0) e uma bisnaga de Tratamento Gloss Ultra Intenso (step 3). Se não me engano, todas as tintas da marca vem esses tratamentos, mas cada cor vem com um tratamento especifico. A unica coisa que sinto falta, é de algum creme para passar na testa, orelha e nunca para não manchar o rosto, mas esse não é um problema, porque todo mundo tem algum gel de cabelo ou leave-in, é só passar em excesso nas areas onde geralmente ficam manchados, isso faz com que o pigmento da tinta não grude na pele. DICA

O sache Pré Coloração é ok, não sei se funciona, não sei se não funciona, mas eu acabo sempre usando, já que é uma recomendação da marca. A bisnaga é feita para durar 6 aplicações, uma por semana, acho simplesmente a coisa mais maravilhosa do mundo. Serio, é uma super hidratação, que deixa os fio hidratados, controlados, com brilho, longe da oleosidade e ajuda a manter a cor.

A água oxigenada (step 2) vem em uma embalagem bem grande, é só colocar a tinta (step 1) dentro e agitar bastante, uso a própria embalagem para aplicar e depois jogo tudo fora. Pratico!

Eu particularmente não ligo de deixar a raiz crescer, pelo contrario, retoco meu cabelo de 4 em 4 meses para vocês terem ideia, enquanto algumas pessoas não conseguem ficar sem mexer no cabelo em um intervalo de 15 dias… Acho até que fica mais natural. Mas, confesso que só consigo ficar esse tempo todo, porque a duração da minha tinta é boa, e agora que não estou com as pontas descoloridas, me incomodo menos ainda, tanto que já se foram 5 meses que pintei e ainda não me bateu o desespero para pintar… A verdade é que quero mudar de tinta, mudar a cor, então ainda estou a procura do meu novo amor…

Resumindo: Eu amo essa tinta, sempre compro quando ela esta em promoção, uns 20 reais, mas dá para achar por menos de 30 reais fácil. Não tenho nada a reclamar dela, cor, pigmentação, durabilidade, praticidade, tudo otimo!

24jan 2013

Mudei o Cabelo…

Postado por às 10:08 pm em Cabelo

       Aiii, que saudade de ficar escrevendo no blog e conversando com vocês (: Continuo completamente sem tempo e bem cansada, mas quero dizer que esse começo de ano está sendo maravilho para mim, estou muito feliz trabalhando e cheia de novas ideias para o blog, só falta tempo para colocar tudo em pratica, estou tentando me acostumar com a nova rotina, por isso peço um pouquinho de paciência, logo o blog volta ao normal. Eai, venham me contar como tem sido o começo do ano para vocês (:

Como vocês devem ter percebido no ultimo look do dia, minha franja está crescendo, e o resto do cabelo estava bem longo, reto, ressecado e faz 4 meses que eu não pintava. E com a correria do dia dia, eu acabava usando trança todos os dias para não precisar arruma-lo (preguiça haha), o maior problema é que tudo isso estava me cansando muito, sem contar que quando meu cabelo fica muito grande, fico com cara de doente, nas fotos não parece, fica tudo lindo, mas pessoalmente é feio.

Ano novo e vida nova, eu merecia um cabelo novo né… Tomei coragem e fui a luta, quer dizer, ao cabeleireiro. Cortei todas as pontas descoloridas, e ficou mais curto do que eu imaginava, mas eu adorei! Aproveitei e fiz selagem para deixar o cabelo bem hidratado. O resultado é esse, um cabelo liso escorrido, macio e levinho.

Muita gente me pergunta se não fiquei com dó, confesso que na hora eu só queria me livrar do cabelão, aguentei ele por bastante tempo. Sem contar que meu cabelo cresce muito rápido. Estou bem tranquila com a mudança, claro que olhando para as fotos ‘antigas’ bate uma saudade das pontas laranjas, mas logo eu refaço, e por enquanto vou curtir o cabelo enquanto ele ainda está bom… haha

Depois de completar uma semana que fui ao cabelereiro, taquei tinta nele. Usei a mesma tinta de sempre, 7744 da Koleston e meu cabelo ficou mais escuro. Ele não ficou vermelhão como fica normalmente, não gostei. Se antes eu já queria mudar de tinta, agora então, é certeza que mudo! Para vocês terem uma noção melhor do que estou falando, olhem as fotos do look It’s Complicated, em ambas as fotos, pintei o cabelo em um dia, e tirei foto no outro dia, é visivel a diferença né?

O que vocês acham? Bom já vão se acostumando, em breve mais fotos desse looks do dia com o novo cabelo.

Beijos 
16ago 2012

Meus cabelos

Postado por às 4:02 pm em Cabelo

       Tudo bem com vocês? Hoje vou falar de um assunto muito procurado no blog, por mais que eu já tenha feito um post falando sobre meus cabelos, muita coisa aconteceu, ainda restaram dúvidas, e vocês merecem saber tudinho né? Here we go

A verdade é que sou uma completa leiga no assunto cabelo, como o meu é liso e oleoso, nunca me interessei em saber sobre cabelos, até porque nem rabo de cavalo eu faço direito – ta bom, eu faço, mas meu cabelo é muito liso e pesado, então não para absolutamente nada nele – hidratação então, era luxo. Só lavava e penteava um dia sim e dia não, com um shampoo qualquer (usava muito Seda, Dove e Elseve) e secava com secador. Mas uma hora o cabelo pede por cuidados né? Deixar o cabelo comprido + não cuidar + não pentear = Cabelo ressecado e cheios de nós, em especial na nuca e ao pentear quebrava muito ):. Com o tempo, fui mudando os produtos usados (não lembro os produtos que usei, mas substitui por produtos mais hidratantes), sem contar que eu usava todos os dias reparador de pontas. Tudo isso ajudou, mas não resolveu.

Meu cabelo era castanho médio/escuro (foto acima), pela primeira vez que pintei de vermelho, passei a tinta 6646 da Nutrisse SEM descolorir. Então ele ficou vermelho escuro, mas em uma semana desbotou e ficou castanho médio, deixei ele crescer e nem pintei de novo. 
       No final de outubro, me deu aloka e fiz essa transformação. (Quero que saibam que fiz tudo em casa, e como disse acima, sou leiga no quesito cabelos, descolori e pintei sem nem saber o que estava fazendo haha). Amarrei um cabo de cavalo baixo e fui passando descolorante no comprimento, claro que ficou todo torto mas para dizer a verdade, eu nem ligo. Depois minha mãe passou a tinta 7744 da Koleston por todo cabelo. Essa tinta é bem mais forte, por isso ela pegou de primeira, mesmo onde não foi descolorido… E o cabelo ficou assim:

Se quando meu cabelo estava sem tinta já estava danificado, depois de descolorir piorou, mas desde que pintei ando estudando bastante sobre como cuidar deles, porque meu cabelo ficou todo frizzado, armado, duro, com muitas pontas duplas e horrível. Já melhorou muito (claro né, com um ano de tratamento…) mas não está 100% porque estava tratando da maneira errada. Agora estou usando uma linha de oleo de argan puro, tomo vitamina e faço cauterização. Farei um post resenha sobre a tinta que uso, a linha de tratamento e sobre cauterização.
Me perguntam porque não vou ao salão para fazer essas transformações tão agressivas. Primeiro que ir ao salão para fazer tudo isso não é barato, fazer em casa sai muito mais em conta. Mas é muito comum ouvir histórias de cabeleireiros que faz merda por ai… Se eu sem entender nada sobre cabelos, mexer no meu cabelo e der errado, tudo bem, vou ao salão e conserto, mas se eu for ao cabeleireiro e ele estragar meu cabelo, vou ficar revoltada e nunca mais vou em nenhum salão! 
Alias, o meu curso de maquiagem profissional me serviu para  abrir os olhos (post aqui), muitas vezes a gente acredita e se entrega a um “profissional”, achando que ele sabe o que está fazendo. Mas da mesma forma que minha professora do curso não sabia sobre maquiagem, e é uma profissional, qualquer cabeleireiro pode não entender de cabelo. Então, prefiro eu mesma fazer, do que deixar meus cabelos na mão de qualquer pessoa.
Estraguei meu cabelo, sim! Mas não me arrependo de nada que eu tenha feito, é errando que se aprende. E conforme vou estudando e tratando, ele tem melhorado! Já escrevi demais para um post né? logo tem mais posts sobre cabelos, contando direitinho sobre os cuidados, a tintura e tudo mais. Qualquer dúvida é só deixar nos comentários.